segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

" Quanto tempo ainda posso perder?"

" Sabe , um dia poderemos descobrir que passamos nossa vida toda tentando ser simplesmente , o que achamos que somos, o que agrada as pessoas a nossa volta , o que vai nos permitir entrar em um determinado grupo, ou simplesmente ser invejado pelo outro.
Não somos perfeitos , e no fundo todos temos manias e cometemos os mesmo erros , mas a grande questão é :" Quanto tempo ainda passaremos esperando que nossa vaidade , nosso orgulho ou nossa forma de agir , agrida tudo aquilo que realmente queremos ser , e tudo aquilo que pensamos??"
Ao me responder essa pergunta , eu me descobri uma pessoa que sente a vergonha de as vezes dizer o quanto acho lindo um pôr-do-sol ,ou ainda um noite com lua , uma música antiga , o cheiro da terra molhada , um sentimento de amor que nem consigo mais descrever por pessoas sem as quais minha vinha vida seria sem sentido , e o mais impressionante , descobri que tenho vergonha de dizer o quanto amo DEUS .
Sei que muitos ao lerem essa parte vão pensar :" Nossa lá vem mais um religioso fanático, ou mais um querendo ser perfeitinho e pregrar religião !".
Na verdade pouco me importa o que cada um pensa , mas para um melhor entendimento da questão , eu simplesmente quis dizer que os novos conceitos da sociedade não se encaixam em meu pensamento , não estão gravados em minha alma , não correspondem a meu modo de ver o mundo.
Quero como esse texto apenas que cada um intimamente se responda a pergunta feita lá em cima , e pense se realmente se sente completo com sua resposta , e se sua consciência ainda te ajuda em algo , ou tirou longas férias para não doer diante de tadas desculpas dadas a ela pra fazer tudo que no fundo não queremos fazer!
Uma vez eu li que " sexo sem amor é muito bom , porém depois que acaba sempre queremos mais e mais , buscando acabar com o vazio"; li também que " esconder o que pensamos só pra que as pessoas gostem de nós , nos torna infelizes , e geralmente nos enlouquecem , afinal , nunca saberemos se estamos representando ou snedo nós mesmo ... Ou seja , quem sou eu?? " .;p"

" Uma boa leitura abre a mente e nos permite encheragar além do véu das aparências e das mentiras!"


Antônio Borba

2 comentários:

Jéssica Barbosa * disse...

Tonin..
Adoreiii o texto, bem real!
Adoro você! Bjj

Sandro Mar disse...

Amigo, não li o teu perfil, apenas o que escreves, e me pareceu familiar os teus textos, também gosto de escrever mas ainda não tive coragem de colocá-los a disposição de outros, uma hora dessas eu quebro os paradigmas. Um abraço.